sexta-feira, 26 de abril de 2013

Tratamentos Faciais - Carboxiterapia Facial

      Boa tarde! Tudo bem com vocês?
      Antes de treinar - faço treinamento funcional com um personal, toda segunda, quarta e sexta; vim aqui pra postar o assunto de hoje, que eu particularmente, ADORO: Carboxiterapia! Siiiiiiim, podemos usar na face e conseguimos resultados maravilhosos!
      Como eu gosto e uso muito essa técnica, já fiz alguns posts aqui no Blog e vou colocar o link pra vocês, até mesmo pra não precisar escrever novamente sobre origem e considerações gerais, combinado?

História da Carboxiterapia

Entendendo um pouco mais sobre a Carboxiterapia
Carboxiterapia

      Após se familiarizarem com a técnica através dos links acima, vamos ao assunto chave do post de hoje, a Carboxiterapia Facial!




      Aqui no consultório, as pessoas procuram muito para o tratamento de olheiras, rugas e flacidez facial.
      O Dermatologista Fernando Bezerra, de São Paulo, postou em seu blog Clínica FB, uma matéria legal sobre esse tema, confiram!

"A aplicação do gás em planos superficiais e mais profundos promove a vasodilatação e o estímulo da produção de colágeno, melhorando a matriz dérmica, promovendo efeito lifting, alem de revitalizar os tecidos. Deve ser utilizado em protocolos semanais ou quinzenais, de acordo com cada paciente."
"A aplicação da carboxiterapia é bastante rápida e a dor descrita pelos pacientes é considerada suportável. Aplica-se nas rugas da fronte, ao redor dos olhos, sulcos e também em áreas onde se querem obter efeito lifting, tais como sobrancelhas, e as áreas temporal e mandibular, melhorando muito o contorno da mandíbula. A aplicação no pescoço e no colo melhora muito a pele nessas regiões.
A carboxiterapia é uma excelente opção para quem não que se submeter ao lifting cirúrgico"

      E como sempre falo com vocês, antes de qualquer coisa, é necessário fazer uma avaliação para ver a necessidade do intervalo entre as sessões, para cada tipo de pele, cada estado da pele. 
     A questão que sempre surge é: fazendo o carbox não preciso fazer um Botox? Vejam bem, são coisas distintas que buscam o mesmo objetivo, porém  sua forma de aplicação e atuação são diferentes, sendo necessário, quando se opta pelo carbox, fazer mais sessões a se comparar com o Botox, que normalmente é feito uma ou duas vezes por ano, de acordo com o estado da pele. Quem já faz Botox, procura a carboxiterapia para um tipo de manutenção do resultado obtido e para poder retardar a próxima aplicação, visto que esta é mais onerosa e dolorosa. Os que querem adiar o Botox, também procuram a carboxiterapia e na maioria dos casos retarda até 2 anos em média.
  Tudo vai depender da condição da pele e do dia a dia de cada um, como cuida com cosméticos, com alimentação, enfim...
     Pra olheira, o resultado é 80% melhor que a maioria das técnicas acessíveis no mercado. Sendo que como sempre explico, há vários tipos de olheira (falei sobre elas AQUI) e para cada uma delas, um tratamento, mas o carbox auxilia e muito na redução dessas companheiras chatinhas, sim, companheiras, porque quem as tem sabe o quanto tudo e qualquer coisa influenciam. Tendo dito isso, oriento para que as sessões sejam feitas com frequência no início e depois vamos espaçando e fazendo de acordo com a resposta de cada um.
      Espero que tenha ajudado um pouco. Para maiores informações, só entrarem em contato!

 Rachel dos S. Gama

2 comentários:

  1. eu fiz 4 sessoes de carbox e pareçe que meu rosto a pele cedeu isso e normal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia,
      Não é normal acontecer visto que a Carboxiterapia é indicada para flacidez cutânea (de pele), pode ter sido administrada uma quantidade excessiva do CO2 talvez. Sem avaliar pessoalmente, não tenho como dizer nada além disso.
      Procure a opinião de um outro profissional que trabalhe com a Carboxiterapia. É sempre bom ouvir uma segunda opinião.
      Abraços.

      Excluir